Fale conosco pelo WhatsApp

Prótese de silicone

Médico segura duas diferentes próteses de silicone

A prótese de silicone pode ser encontrada em diferentes formatos e volumes, e a escolha pelo modelo mais adequado deve considerar as características físicas da paciente.

A prótese de silicone é uma peça composta por material inerte, que pode ser implantado no corpo de um paciente com o intuito de substituir ou remodelar órgãos, ou partes do corpo. Geralmente utilizado para fins estéticos, estes implantes são usados para aumentar o volume dos seios — embora também possam ser aplicados nas nádegas ou qualquer outra área.

No que diz respeito especificamente às cirurgias plásticas nos seios, a aplicação da prótese de silicone pode ter finalidade terapêutica em procedimentos de reconstrução mamária. Quando o implante é usado para fins estéticos, além de permitir o aumento do volume, a peça pode ser utilizada com o intuito de corrigir imperfeições, bem como melhorar o contorno e a proporção das mamas.

Implante de silicone: indicação

A cirurgia plástica de mamas é chamada de mamoplastia, e ela pode ser realizada com o intuito de aumentar, reduzir ou restaurar o volume mamário, alterando a aparência dos seios e deixando-os mais proporcionais e harmônicos em relação ao corpo. A mamoplastia de aumento, como o nome indica, é o procedimento confere maior volume aos seios por meio de uma próstese de silicone.

No Brasil, colocar um implante de silicone é considerado o sonho de muitas pessoas que desejam aprimorar sua autoestima e melhorar a relação com o próprio corpo. No caso das mamas, a cirurgia é recomendada para pacientes que desejam aumentar o volume dos seios, corrigir assimetrias existentes ou reestruturar a sustentação e firmeza após perda de peso ou gestação, por exemplo.

Em todos os casos, é fundamental que a paciente deseje se submeter ao procedimento de mamoplastia de aumento para se sentir bem consigo mesma — e jamais para agradar outra pessoa ou se encaixar em algum padrão estético.

Pré-requisitos para colocar silicone nas mamas

Embora não exista restrição de idade mínima para a realização desta cirurgia, é necessário que os seios da paciente já estejam totalmente desenvolvidos e que ela seja emocionalmente madura para entender as mudanças que serão realizadas em seu corpo. Além disso, ela deve estar segura de sua vontade de colocar uma prótese de silicone e apresentar expectativas realistas quanto aos resultados que serão alcançados.

Também é fundamental que a mulher apresente condições físicas que permitam uma recuperação cirúrgica plena e saudável, sem a presença de doenças imunológicas e com atenção ao histórico familiar para câncer de mama.

Para garantir que a saúde da paciente seja favorável à realização do procedimento, são realizados exames laboratoriais com o intuito de identificar possíveis fatores de risco e evitar intercorrências.

Tipos de prótese de silicone

Os implantes mamários são estruturas feitas de silicone, gel ou solução salina que podem ser encontradas em diferentes formatos, perfis e tamanhos. A escolha pela prótese de silicone ideal deve ser feita juntamente com o cirurgião plástico, que vai avaliar o tamanho do tórax da paciente, bem como sua tendência à flacidez, estilo de vida, objetivos com a cirurgia e planos de engravidar no futuro.

Os principais tipos de implante de silicone utilizados atualmente são:

  • Prótese arredondada: é simétrica e proporciona um melhor contorno da mama, deixando o colo mais desenhado e evidenciado;
  • Prótese anatômica: tem formato de gota, proporcionando um resultado mais natural. Este modelo é mais usado em cirurgias de reconstrução;
  • Prótese cônica: mais indicada para quem possui tórax estreito e seios pequenos, proporcionando mamas mais projetadas para a frente.

Como escolher o tamanho ideal?

O volume de uma prótese de silicone pode variar entre 150 ml a até 600 ml, e o tamanho deve ser escolhido levando em consideração a altura e estrutura física da mulher. Em média, o volume mais utilizado é o de 300 ml, e próteses maiores são indicadas apenas para mulheres altas e que possuem quadril e tórax largos, com estrutura capaz de suportar o peso extra do silicone.

Vale lembrar que a mamoplastia de aumento com uso de prótese de silicone é, assim como todas as cirurgias plásticas, um procedimento totalmente individualizado. Isso significa que a intervenção é feita de maneira personalizada para atender às necessidades da paciente e respeitar suas características físicas, proporcionando assim um resultado satisfatório e harmonioso.

Qual a melhor prótese mamária?

Como foi visto, não existe um único modelo de prótese de silicone que é considerado o melhor e ideal para todas as pacientes. Não existe um padrão que vale para todos os procedimentos, uma vez que cada mulher é única e apresenta características e necessidades particulares. O ideal é sempre conversar detalhadamente com o cirurgião plástico para que, juntos, paciente e especialista identifiquem a prótese mais adequada para o caso.

Quanto custa colocar uma prótese de silicone?

O preço de uma prótese de silicone está entre R$ 1.500 e R$ 3.000, em média. Porém, é preciso considerar que o valor da intervenção não se resume apenas à aquisição da peça que será implantada nas mamas. É necessário prever também os valores de todo o processo pré-operatório, além de internação hospitalar e honorários do especialista que conduzirá a intervenção.

O valor final de uma mamoplastia de aumento, portanto, pode variar bastante de acordo com as características do procedimento e dos profissionais envolvidos. Entre as quantias envolvidas na intervenção, estão:

  • Consultas médicas com cirurgião plástico, anestesiologista e cardiologista;
  • Equipe cirúrgica que atuará no procedimento;
  • Preço da anestesia e demais materiais cirúrgicos;
  • Realização de exames;
  • Internação hospitalar;
  • Cirurgia segura;
  • Cuidados pós-operatórios (como medicamentos e sutiã).

Uma vez que a mamoplastia de aumento e a própria prótese de silicone são personalizados para as características do paciente, os valores de uma cirurgia como esta dificilmente serão os mesmos para duas pacientes diferentes. É justamente para evitar desencontros de informação referente aos valores que o Conselho Federal de Medicina (CFM) proíbe a divulgação de valores sem que o paciente tenha passado por uma avaliação presencial e criteriosa junto a um cirurgião plástico.

Parta entender melhor sobre os diferentes tipos de prótese de silicone e descobrir qual é o modelo mais indicado para você, entre em contato e agende uma consulta com um dos especialistas da Clínica de Cirurgia Plástica Clincer.

Fontes:

Clínica de Cirurgia Plástica – Clincer;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);

Portal AbcMed.