Fale conosco pelo WhatsApp

Riscos do Rompimento da Prótese de Silicone

mulher segurando protese de silicone

Rompimento da prótese de silicone é ocorrência rara, mas a paciente deve conhecer situações de maior risco e sintomas para buscar auxílio médico quando necessário

O rompimento da prótese de silicone é um aspecto que preocupa muitas pacientes interessadas em realizar a mamoplastia de aumento. No entanto, trata-se de uma ocorrência bastante rara.

Entender quais são os sintomas associados ao rompimento da prótese de silicone e como proceder em caso de suspeita ou confirmação do problema é fundamental à segurança da paciente. Saiba mais a seguir!

Quais são os riscos do rompimento da prótese de silicone?

Os riscos do rompimento da prótese de silicone são extremamente baixos. Um estudo conduzido por duas fabricantes nos Estados Unidos revelou uma taxa de 9% de rompimento em um período de 10 anos.

Atualmente, as chances de rompimento são ainda menores, pois as próteses de silicone e as técnicas cirúrgicas foram aprimoradas em relação aos tratamentos iniciais, entregando maior segurança.

Uma característica das próteses atualmente é uma camada externa mais resistente, reduzindo as chances de rompimento por impacto, e uma composição de alta coesividade do gel, diminuindo as chances de que ele se espalhe no organismo e cause complicações de saúde à paciente.

Apesar dessa maior segurança, algumas situações apresentam maiores riscos de rompimento da prótese de silicone, como:

  • Acidentes de carro ou outras ocorrências que geram um impacto anormal e intenso sobre a prótese de silicone;
  • Impactos causados por atividades de maior intensidade ou quedas, como na prática esportiva;
  • Realização inadequada da mamografia, devendo o técnico ser avisado antes do exame sobre a prótese de silicone;
  • Uso de próteses de baixa qualidade e que não dispõem de uma camada externa reforçada;
  • Uso de prótese de silicone de solução salina que tem uma camada externa mais frágil e é preenchida com solução fisiológica líquida;
  • Não cumprir corretamente as recomendações do pós-operatório da mamoplastia de aumento.

Portanto, o rompimento da prótese de silicone é bastante incomum, mas a paciente deve ficar atenta a possíveis sintomas que podem surgir para procurar auxílio médico especializado com urgência caso identifique o problema.

Quais são os sintomas do rompimento da prótese?

Na maior parte dos casos, o rompimento da prótese de silicone é assintomático e a paciente não percebe a ocorrência, que pode ser diagnosticada na realização de um exame de rotina.

A recomendação é que a paciente com prótese de silicone faça exames de imagem anualmente para averiguar a integridade da prótese. Nos Estados Unidos, a recomendação da FDA é pela realização, a cada dois anos, da ressonância magnética.

Assim, uma parte dos casos de rompimento da prótese só é identificada em exames de rotina e a paciente deve buscar auxílio médico para remoção ou substituição da prótese.

Em outros casos, a paciente pode ter um conjunto de sintomas como dor nas mamas, assimetria e alterações estéticas, enrijecimento do local ou massa indistinta na mama.

Os sintomas podem variar de acordo com o tipo de rompimento da prótese de silicone, que pode ser:

  • Intracapsular: nesses casos o gel fica contido na cápsula fibrosa e não acarreta problemas de saúde à paciente, pois a coesividade do gel impede que ele se espalhe pelo organismo;
  • Extracapsular: ocorre quando o gel de silicone se espalha no tecido mamário, podendo, em raros casos, acometer os linfonodos resultando em granulomas de silicone (siliconoma) que podem demandar remoção cirúrgica, quando sintomáticos.

Apenas a avaliação especializada poderá determinar o tipo de rompimento e a gravidade do quadro.

Quando ocorre o rompimento da prótese de silicone, o protocolo é a cirurgia para remoção da prótese que pode ser substituída por uma nova no mesmo procedimento, de acordo com a vontade da paciente.

Ainda que o rompimento da prótese de silicone seja muito incomum, é importante que a paciente faça o acompanhamento periódico para averiguar a integridade do material com um médico de confiança. Para saber mais sobre a mamoplastia de aumento e cuidados necessários, entre em contato e agende uma consulta com os profissionais da Clínica Clincer.

Fontes:

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica;

Clínica Clincer.

ATENDIMENTO PARTICULAR

Preencha o formulário e aguarde nosso contato ou se preferir, ligue: (11) 3062-6122

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE