Fale conosco pelo WhatsApp
imagem ilustrativa

Imagem: Shutterstock

A otoplastia é uma técnica voltada à correção de diferentes insatisfações estéticas com a orelha. Conheça as indicações a seguir.

A otoplastia é conhecida popularmente como a cirurgia para orelha de abano, mas esse procedimento é indicado para várias outras demandas estéticas e funcionais relacionadas à orelha.

A otoplastia é uma das poucas cirurgias plásticas recomendadas para crianças em idade pré-escolar, sendo fundamental que os pais e responsáveis se informem corretamente sobre o tratamento, assim como adultos interessados em recorrer à técnica. Saiba mais a seguir.

Quando a otoplastia é indicada?

A otoplastia é uma cirurgia plástica que pode ser realizada a partir dos 5 anos, pois a partir desta idade a cartilagem e estrutura da orelha já estão completamente desenvolvidas.

Apesar dessa possibilidade, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indica que a otoplastia deve ser realizada apenas em crianças que estejam saudáveis, consigam expressar o que sentem, não se manifestem contrariamente ao procedimento e sejam colaborativas.

Nessa idade, o mais comum é que a cirurgia seja voltada à correção da orelha de abano. Este procedimento, quando realizado no período pré-escolar, é indicado para que a criança não enfrente problemas relacionais com os colegas, especialmente no que diz respeito ao bullying.

Entretanto, a otoplastia também pode ser realizada em outros momentos da vida — seja na infância, adolescência ou vida adulta — e ser direcionada à correção de outras insatisfações estéticas além da orelha de abano, tais como:

  • Microtia (orelha pequena);
  • Macrotia (orelha grande);
  • Anotia (ausência de orelha, sem comprometimento da audição);
  • Assimetrias;
  • Lóbulo proeminente;
  • Lóbulo bífido devido ao uso de brincos ou alargadores.

O ideal é que a estética da orelha seja avaliada em relação à face, pois o objetivo é sempre que os elementos faciais sejam harmônicos entre si. Isso significa que uma orelha pequena para um paciente pode ter tamanho proporcional e harmônico para outro.

Uma forma de fazer essa avaliação é considerar o nível de satisfação individual com a estética da orelha. Caso o tamanho ou angulação da orelha resultem em problemas de autoestima, redução da satisfação pessoal ou desconforto ao paciente, a otoplastia pode ser a conduta mais indicada.

Como é o pré-operatório da otoplastia?

O pré-operatório da otoplastia tem início com a busca por um cirurgião plástico de confiança e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Quando o procedimento é direcionado às crianças ou adolescentes, é fundamental que ambos os responsáveis se envolvam no processo e tenham conversas sinceras com o filho/filha sobre a realização da cirurgia.

O diálogo é essencial para concordância da criança que, quando mais velha, também pode ter a iniciativa em relação à realização da cirurgia para orelha de abano. O respeito ao desejo da criança contribui para o bom desenrolar do pós-operatório.

Na consulta inicial, o cirurgião plástico vai conversar com o paciente (e seus responsáveis, quando couber) sobre as particularidades do procedimento, como técnica cirúrgica, cuidados pré e pós-operatórios e resultados possíveis. O alinhamento das expectativas é fundamental nesse primeiro momento.

Em seguida, são solicitados exames médicos gerais, como de sangue, urina e cardíaco e, se for constatado que o paciente apresenta um bom estado de saúde, o procedimento é agendado.

Como é feita a cirurgia para orelha de abano?

A cirurgia para orelha de abano tem duração que varia entre 60 e 120 minutos, a depender da complexidade do caso e deve ser realizada em ambiente hospitalar. Por ser um procedimento mais simples, pode ser usada a anestesia local com sedação, mas é comum que nas cirurgias de crianças e adolescentes opte-se pela anestesia geral, ampliando o tempo de internação hospitalar.

Para a execução da otoplastia, é feita uma incisão na linha posterior da orelha e realizadas suturas dacartilagem com o intuito de readequar o ângulo escafo-conchal e cefalo-auricular . Também podem ser usadas técnicas cirúrgicas para criar ou aumentar o anti-hélice na borda interna da orelha e reduzir a cartilagem da concha que resulta em uma concavidade maior e mais profunda que, por vezes, é desarmônica.

Quando é necessário realizar incisões na parte da frente da orelha, seguem-se as dobras naturais para garantir um resultado mais discreto.

Pode ser necessário usar cartilagem autógena para melhores resultados quando o paciente é acometido de microtia. Também é feita a fixação e modelação da cartilagem em caso de orelha de abano ou assimetrias.

Por fim, as incisões são fechadas e, no caso da cirurgia para orelha de abano, os pontos também servem para ajudar na fixação da nova angulação da orelha.

Como é o pós-operatório da otoplastia?

O pós-operatório da otoplastia não é demorado, mas é fundamental que as recomendações da equipe médica sejam seguidas corretamente, o que inclui:

  • Repouso absoluto entre 3 e 4 dias e parcial até 7 dias;
  • Manter sempre a cabeça elevada;
  • Fazer a remoção do curativo 48 horas depois da cirurgia;
  • Comparecer ao retorno médico conforme orientado pelo especialista, o que pode ocorrer dentro de uma semana, em média;
  • Usar faixa elástica compressiva na primeira semana. Para crianças, essa indicação pode ser de até um mês, sendo preferível que o tratamento ocorra no período de férias escolares;
  • Tomar a medicação prescrita e, em alguns casos, administrar pomada durante o período pós-operatório.

No caso das crianças, os responsáveis devem supervisionar o período de recuperação, principalmente na primeira semana. Esse período pode ser estendido conforme evolução do quadro.

Quais os benefícios e resultados da cirurgia para orelha de abano?

Os benefícios da otoplastia são variados, destacando-se os efeitos do procedimento na autoestima e satisfação pessoal do paciente, mesmo quando realizada na infância.

Um benefício adicional para crianças, especialmente as que estão em idade pré-escolar ou escolar, é mitigar problemas de convivência com outras crianças, que podem resultar em prejuízos à sociabilidade no longo prazo. O bullying ou isolamento social podem, ainda, gerar diversos prejuízos psicológicos.

Os resultados da otoplastia ficam visíveis logo que os curativos forem removidos, o que geralmente acontece cerca de 7 a 10 dias após a cirurgia, sendo já possível observar até 70% da nova estética da orelha. O resultado definitivo poderá ser visto em cerca de 3 meses, conforme haja evolução do processo de cicatrização.

A indicação da otoplastia deve ser feita por um cirurgião plástico de confiança, após avaliação do quadro do paciente e verificação do potencial dessa cirurgia plástica em atender as demandas do caso.

Entre em contato conosco e marque uma consulta para tirar dúvidas sobre esse e outros procedimentos.

Fontes:

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

Clínica Clincer.

ATENDIMENTO PARTICULAR

Preencha o formulário e aguarde nosso contato ou se preferir, ligue: (11) 3062-6122


QUEM TEM UMA
BOA IMAGEM
TEM TUDO.

Entre em contato
conosco e agende
sua consulta

Atendimento pelo WhatsApp

Fale conosco pelo WhatsApp (11) 99318-1644