Fale conosco pelo WhatsApp

Rinoplastia

imagem ilustrativa

Imagem: Shutterstock

Saiba quais são as indicações da rinoplastia, os tipos de cirurgia disponíveis, quais os cuidados do pré e pós-operatório dessa cirurgia plástica entre outras informações sobre o tratamento.

O Brasil é líder global em quantidade de cirurgias plásticas, sendo que uma das mais procuradas é a rinoplastia, a cirurgia plástica no nariz — que pode ter objetivos estéticos e funcionais.

No mundo, a rinoplastia é a 5ª cirurgia plástica facial mais realizada, consistindo em 7,7% do total de procedimentos cirúrgicos com fins estéticos. No Brasil, a cirurgia plástica no nariz está entre os 10 procedimentos mais procurados.

No País, a rinoplastia é a 4ª cirurgia mais buscada entre os homens. Trata-se também da cirurgia mais comum entre menores de 18 anos, seguida da mamoplastia de aumento.

A seguir saiba tudo sobre rinoplastia, incluindo indicações, cuidados pré e pós-operatórios, tipos de cirurgia, como ela é feita e resultados da plástica no nariz.

Quais são as indicações da rinoplastia?

As indicações da rinoplastia são majoritariamente estéticas, sendo que o desconforto do paciente em relação à aparência do nariz e a harmonia dele em relação ao restante da face são suficientes para motivar a busca pelo cirurgião plástica. O procedimento pode corrigir insatisfações como:

  • Tamanho do nariz, seja ele grande ou pequeno em relação à face;
  • Giba nasal sobressalente;
  • Abertura ou tamanho das asas nasais;
  • Projeção da ponta;
  • Nariz torto.

Mas, além do fator estético, a indicação da rinoplastia só é feita quando o paciente tem expectativas realistas em relação ao procedimento, o que é ponderado pelo cirurgião plástico durante o pré-operatório.

É fundamental que o paciente esteja consciente de que a rinoplastia não tem como objetivo transformar a face ou entregar uma estética nasal semelhante à de terceiros, ou de um padrão externo. O foco da intervenção é sempre definir uma aparência mais harmônica e condizente com as características individuais.

Além das demandas estéticas, a rinoplastia também pode contribuir para a correção de necessidades funcionais quando associada à septoplastia, para correção do desvio de septo, ou à turbinectomia, para correção da carne esponjosa nos cornetos.

Cuidados do pré-operatório da rinoplastia

O período pré-operatório da rinoplastia influencia diretamente os resultados estéticos alcançados com o procedimento. Entre as etapas incluem-se:

  • Escolha de um cirurgião plástico de confiança e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);
  • Consulta inicial para verificar se o cirurgião plástico recomenda a rinoplastia e alinhar as expectativas do tratamento;
  • Exames de saúde, incluindo de sangue, urina e cardíacos;
  • Consulta para planejamento cirúrgico;
  • Pré-cirúrgico, com interrupção do tabaco, bebidas alcoólicas e alguns medicamentos, conforme orientação médica.

O período pré-operatório também deve ser usado para esclarecer dúvidas sobre o tratamento e obter informações sobre como é realizada a cirurgia plástica no nariz, os riscos e quais os cuidados durante a recuperação.

Tipos de rinoplastia

Existem diversas modalidades e técnicas que podem ser adotadas na realização da rinoplastia, de acordo com as necessidades específicas do paciente. Entre os tipos disponíveis, incluem-se:

  • Rinosseptoplastia: consiste na união da rinoplastia com a septoplastia para que sejam feitas as correções estéticas em conjunto com a correção do desvio de septo, quando este comprometer a capacidade respiratória do paciente;
  • Rinoplastia com turbinectomia: consiste na rinoplastia com fins estéticos, realizada em conjunto com a turbinectomia para reduzir a carne esponjosa dos cornetos que também pode prejudicar a respiração;
  • Rinoplastia secundária: trata-se de realizar uma segunda rinoplastia quando os resultados da primeira cirurgia plástica no nariz não foram satisfatórios;
  • Rinoplastia pós-traumática: consiste na cirurgia plástica reconstrutiva indicada após eventos traumáticos, como acidentes, que causaram deformidades estéticas ou problemas funcionais no nariz.

A definição de qual tipo de rinoplastia será realizada depende diretamente das demandas do paciente e dos achados do pré-operatório.

Como é feita a cirurgia plástica no nariz?

A duração da cirurgia plástica no nariz varia entre 1 e 2 horas e o período de internação é de 12 a 24 horas, a depender da anestesia usada, que pode ser local com sedação ou anestesia geral. Além dos tipos de rinoplastia, existem diferentes técnicas cirúrgicas de acordo com as necessidades do caso.

O cirurgião plástico pode optar pela rinoplastia fechada, técnica na qual não são feitas incisões externas. Apesar de esse ser um aspecto positivo da opção, ela restringe a visibilidade do especialista, de forma que só é usada para pequenas intervenções estéticas.

Já a rinoplastia aberta é a opção mais comum, sendo realizada uma incisão na columela e na base do nariz para que seja possível visualizar as estruturas internas do nariz e fazer uma alteração estética maior.

Também são opções na cirurgia plástica no nariz o uso de prótese ou enxerto de cartilagem, principalmente quando é preciso aumentar o tamanho do nariz, em caso de rinoplastia secundária ou pós-traumática.

A rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais complexas devido à sensibilidade dos tecidos nasais, demandando experiência por parte do cirurgião, tanto para domínio da técnica cirúrgica como para identificar as particularidades do caso. É o caso, por exemplo, de quando o paciente tem frouxidão dos tecidos e precisar de enxertos para garantir a sustentação do novo formato nasal.

Cuidados do pós-operatório da rinoplastia

Após a cirurgia, o paciente recebe alta hospitalar com um curativo ou gesso para imobilizar o local, devendo retornar ao médico cerca de uma semana para troca do curativo que deverá ser mantido por mais uma semana.

O pós-operatório da rinoplastia é fundamental para uma recuperação adequada e com resultados estéticos satisfatórios. Entre os cuidados, incluem-se:

  • Repouso parcial por cerca de 7 dias;
  • Alimentação pastosa e fria/morna nos primeiros dias, com reintrodução de alimentos mais fáceis de mastigar aos poucos;
  • Não fazer uso de óculos por cerca de duas semanas;
  • Evitar a exposição solar direta por cerca de 30 a 90 dias, sempre usando protetor solar;
  • Repousar com a cabeça mais elevada que o tronco, usando dois travesseiros, para mitigar sangramentos nasais;
  • Fazer a higienização nasal;
  • Retomar atividades mais extenuantes, incluindo exercícios físicos e esportes, conforme liberação médica, o que costuma ocorrer entre 45 e 90 dias.

Os resultados da rinoplastia podem ser vistos conforme os edemas e hematomas amenizam, o que ocorre nas primeiras semanas após o procedimento. O resultado final, entretanto, demora cerca de um ano devido à cicatrização mais lenta da região.

Uma rinoplastia secundária, portanto, só deve ser considerada quando a cicatrização já está completa, o que ocorre dentro de 12 meses, em média.

Entre em contato conosco e marque uma consulta para tirar dúvidas sobre esse e outros procedimentos.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica.

ATENDIMENTO PARTICULAR

Preencha o formulário e aguarde nosso contato ou se preferir, ligue: (11) 3062-6122


QUEM TEM UMA
BOA IMAGEM
TEM TUDO.

Entre em contato
conosco e agende
sua consulta

Atendimento pelo WhatsApp

Fale conosco pelo WhatsApp (11) 99318-1644