Fale conosco pelo WhatsApp

Com quantos anos pode fazer mamoplastia redutora?

Jovem mulher consultando para saber Com quantos anos pode fazer mamoplastia redutora

O excesso de volume das mamas afeta as mulheres ocasionando dores nas costas, pescoço e ombros

Muitas pessoas têm dúvidas: com quantos anos pode fazer a mamoplastia redutora? A idade recomendada é a partir dos 18 anos, outros casos, como Hipertrofia Mamária Virginal (mamas gigantescas), necessitam de intervenção antecipada.

A mamoplastia redutora é uma cirurgia plástica geralmente indicada ao público feminino aos quais possuem mamas volumosas, caídas, pesadas, flácidas ou assimétricas, fatores que trazem incômodos para pessoas de várias idades.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a recomendação é realizar a técnica após a estabilização dos hormônios, considerando a menstruação, pois pode interferir no crescimento dos seios.

Caso a menarca aconteça tarde, as mamas podem crescer até aos 18 anos, assim o ideal é aguardar até essa idade, para obter resultados mais satisfatórios. Não é uma regra, há casos nos quais são necessários a antecipação da cirurgia.

Por exemplo, o comprometimento da coluna é um dos itens contribuintes para decisão positiva em realizar a operação nas pacientes cujo, ainda não completaram a idade favorável.

Para que serve a mamoplastia redutora?

Algumas doenças podem ser ocasionadas devido ao excesso de mamas, como problemas na coluna, hérnias e baixo autoestima. Nessas situações a mamoplastia redutora é uma excelente opção para reparar o volume e assegurar um conforto à paciente.

Qual idade ideal para realizar a mamoplastia redutora?

Muitas pessoas têm a dúvida: com quantos anos pode fazer a mamoplastia redutora? A idade mínima varia de pessoa para pessoa, o recomendado é conversar com o especialista, assim irá realizar um estudo detalhado do caso e decidir com a paciente quando deve ser feito, sendo necessária a idade mínima de 16 anos para considerar a efetivação da operação.

Mesmo um menor de idade optando por realizar o procedimento, necessita ter a ciência que seus seios podem voltar a crescer, pois, as mamas ainda necessariamente não completaram seu desenvolvimento total.

Considerando esse fator, a partir da maioridade é relativamente mais seguro fazer a operação e garantir melhores resultados. Apenas em casos extremos, com a obtenção do consentimento dos responsáveis é realizada a cirurgia em adolescentes.

Pacientes entre 51 e 64 anos também estão aderindo à técnica de redução, pois sentem incômodo com o acúmulo excessivo de gordura, aparência flácida e a desproporção com a estrutura física.

Além disso, pode evitar assaduras, feridas e infecções debaixo das mamas, ademais reduz a pressão sobre a coluna, suavizando a artrose e a pressão do tórax.

Acima dos 65 anos, a mamoplastia pode ser realizada, porém, o organismo precisa estar apto a essa intervenção de forma segura, através de exames é possível a certificação.

Como é feito o procedimento?

Realizada por intermédio da remoção do excesso de gordura, tecido mamário e a pele de alguma região dos seios. Consequentemente, após finalizar essa etapa, é efetuada a modelagem, conferindo o formato natural e realocação da aréola.

A cirurgia poderá ser mamoplastia redutora sem prótese ou com prótese de silicone, dependendo da necessidade do paciente após a avaliação do médico.

Feito com anestesia local ou geral a operação necessita de hemograma, exames cardiológicos e específicos como a ultrassonografia e mamografia. Importante também evitar fumar com, pelo menos 30 dias de antecedência.

Para impedir o aumento do sangramento recomenda-se não tomar remédios como aspirina, naturais e anti-inflamatórios. Em média a intervenção acontece por 2 horas e o cirurgião realiza:

  • Cortes no seio para retirar o excesso da gordura, tecido mamário ou a cútis;
  • Diminui o tamanho da aréola e realoca na mama;
  • Para evitar as cicatrizes dá pontos ou usa cola cirúrgica.

Após o procedimento realizado, é necessário por 2 a 3 meses o uso do sutiã cirúrgico. A recuperação é considerada tranquila, e por precaução deve-se evitar dirigir, elevação dos braços, exercícios físicos e pegar peso nas primeiras 3 semanas.

O pós-operatório costuma não apresentar ação dolorosa, há um incômodo na área, porém suportável. Gradativamente ao passar desse período a paciente vai retomando as atividades diárias, conforme orientações médicas.

É importante seguir os cuidados e as recomendações, portanto, basta procurara por um cirurgião plástico qualificado, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para compreender com quantos anos pode fazer a mamoplastia redutora.

 

Fonte:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

AbcMed